• Liz Unikowski

Sobre a nossa camiseta básica de algodão

Atualizado: 6 de Abr de 2018


Eu me visto bem básica, minha peça preferida é a camiseta branca de algodão, tenho umas 3 no armário de tanto que uso, as vezes compro em outras cores pra dar uma variada... mas a um tempo atrás soube de alguns pequenos detalhes sobre a produção deste produto.

Não vou entrar muito em detalhes de valores, e sim de impactos, ok? vai ser um resuminho pra termos uma idéia tão básica quanto a nossa camiseta branca.

Começando com informações sobre o cultivo. A maior parte das areas que cultivam o algodão no mundo, precisam de irrigação, e aos poucos vamos percebendo que toda ação tem uma reação, não é?No Uzbequistão, por exemplo, as fazendas de algodão drenavam rios que desembocavam no mar Aral, então notou-se que seu volume foi reduzido em 80% de 1960 a 2000. Da pra imaginar isso? Um mar virando um semi deserto! Mudanças climáticas, transformações na fauna e flora da região. Os pesticidas (outro post futuro em potencial) utilizados nas plantações contaminam o solo e a água das regiões que, por sua vez, já estão muito castigados. E a mão de obra, em muitos casos, não costuma ser muito justa em grande parte dos algodoeiros.


Após a sua colheita, vamos pensar que a camiseta é branca, portanto não precisa de acabamento ou tingimento, certo? Errado!! O algodão não vem perfeitamente homogêneo e branco como imaginamos. Na nossa camiseta branca certamente o material passou por uma purga (etapa que ferve o tecido com agentes para remover as impurezas) e depois disso uma boa dose de alvejantes para que fique bem branquinha. Antes de ir para as confecções, geralmente ainda passa por mais um tratamento para amaciar, evitar manchas e amassados. Um dos componentes (porque sim, tem vários!) é chamado de formaldeído, composto químico altamente tóxico, alérgico e maléfico pra saúde de quem o aplica sem a proteção necessária.


Agora que o tecido está prontinho para manufatura, quem faz minhas roupas???

Temos que suspeitar sempre de preços muito baratos! Eu falo isso aqui várias vezes e vou continuar tipo disco arranhado, em looping, forever!

A mão de obra pode vir de empresas que dão condições precárias a seus funcionários, abusam de trabalho infantil, proíbem sindicatos e benefícios aos seus trabalhadores e, pasmem, isso envolve marcas de Forever 21 a Disney.


Por fim, temos um cálculo aproximado para a produção de uma camiseta de algodão branca:

2.900 litros de água

1 kg de CO2 para o cultivo do algodão 

1,5 kg de CO2 na lavagem, fiação, costura e acabamentos

Preferi parar por aí, deixando no "ar" os impactos socioambientais em transporte, logística e vendas, além da sua vida em período de uso e descarte final. Olha quanta coisa envolve o ciclo de uma simples camisetinha.


O que fazer depois de saber de tudo isso sobre processo da peça mais básica do meu guarda-roupa????


Calma, calma, podemos diminuir este impacto fazendo boas escolhas :)!

Primeira coisa é usar suas peças até o fim, depois que não estão próprias para vestir pode-se esticar um pouquinho mais a vida útil como um paninho de limpeza, por exemplo. Para sua próxima compra existem boas opções. Uma é brechó, consumir algo que já está produzido e estender sua vida útil é uma ótima atitude!

A outra é pesquisar camisetas que tenham alta durabilidade e algodão orgânico cultivado livre de pesticidas e químicos, sem poluir solos e lençóis freáticos e geralmente com atestados de mão de obra justa. Mesmo que esta escolha seja um pouco mais cara, o custo benefício, em virtude da durabilidade e preservação do meio ambiente e sociedade, já vale muito!!!


Tudo isso podemos ver no vídeo do Ted Ed abaixo, feito especialmente pra nova geração já ser estimulada a mudanças, super educativo, pra eles e pra nós também!



Ficam aqui algumas dicas de marcas que vendem este produto pensando em um ciclo mais consciente:


MOVIN

MESCLA

Patagônia

Camisetas orgânicas



101 visualizações1 comentário

Jessica Unikowski  - CNPJ: 21.382.431/0001-30 - Escritório: Rua Visconde de Pirajá, 4, sala 701.

Ipanema. Rio de Janeiro - RJ - Tel: +5521-981647595 - contato@usepar.com